PMs são denunciados pela morte de confeiteira na frente do filho, em Inhumas.

Dois policiais militares foram denunciados pela morte da confeiteira Fabiana Matos Rodrigues, de 23 anos. A jovem foi morta a tiros dentro do carro que dirigia ao lado de uma prima adolescente e do filho, que tinha 6 anos de idade. O caso aconteceu em Inhumas, na Região Metropolitana de Goiânia, em outubro de 2020.

De acordo com a denúncia feita pelo promotor Mário Henrique Cardoso Caixeta, os dois PMs devem responder pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio, ambos com agravante de recurso que impossibilitou a defesa das vítimas.

G1 tentou contato nesta manhã, por telefone, com o advogado José Patrício Júnior, que representa os denunciados Alcir Da Silva Lima e Ricardo De Jesus Souza, mas sem sucesso.

A reportagem também pediu um posicionamento sobre a denúncia à Polícia Militar e aguarda retorno.

Além de denunciar os policiais, o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) faz ainda pedidos para complementar o processo:

  • Um depoimento especial do filho da confeiteira, que presenciou o fato;
  • Dados do atendimento médico à prima da vítima, que foi baleada e socorrida;
  • Reconstituição do crime, laudos das armas e disparos e exames da droga que foi encontrada com a vítima.

A denúncia e os requerimentos foram feitos no último dia 18 de dezembro, logo antes do recesso de final de ano do Tribunal de Justiça. Até as 10h desta segunda-feira (4), o processo não havia sido analisado por nenhum juiz.

G1GOIAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *